DIAFRAGMA 1.0 – COMO MANTER-SE VIVO?

Flávia Pinheiro - PE

1º DE JULHO 21h30
local: Galeria Nonato Oliveira
duração: 50 min
ingresso: R$ 20 inteira / R$ 10 meia
lotação: 150 lugares

“Diafragma 1.0 – como manter-se vivo?” investiga a urgência de permanecer em movimento como um procedimento de sobrevivência. Um questionamento de como nos relacionamos com a imaterialidade das relações propostas pelos dispositivos e a certeza da nossa impermanência. Como continuar em movimento? Como resistir ao desequilíbrio e à instabilidade da existência? Como persistir no tempo? Uma prática circular que, por não desistir, sucumbe à falha eterna e inerente da matéria. O colapso da própria vida/arte na ausência de uma perspectiva de futuro, do fazer/ser em dinâmica em uma conjuntura estática, monitorada, programada… Até o dia em que os robôs incorporarem melhor que nós, humanos, a nossa própria humanidade.

Flávia Pinheiro pesquisa o corpo em movimento em relação à diferentes dispositivos. Trabalha em performances, vídeos, instalações e intervenções urbanas, em colaboração com artistas de diferentes linguagens. Atualmente é professora substituta no Curso de Dança da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e coordenadora editorial da Página Cadernos de Dança e Tecnologia.

FICHA TÉCNICA:

Criação e Performance: Flávia Pinheiro
Direção de arte: Flávia Pinheiro
Coaching: Peter Michael Dietz
Desenho sonoro: Leandro Olivan
Desenho de luz: Pedro Vilela
Designer gráfico: Guilherme Luigi
Produção: Flávia Pinheiro e Pedro Vilela
Foto: Danilo Galvão
Duração: 50 min