PINDORAMA

Lia Rodrigues Cia de Dança - RJ

29 DE JUNHO 21h30
local: Galeria Nonato Oliveira
duração: 1h20
ingresso: R$ 20 inteira / R$ 10 meia
classificação: 16 anos
lotação: 150 lugares

Dança? Teatro? Performance? Que paisagens criar para “Pindorama” (2013) – nome indígena dado às terras brasileiras antes da chegada dos europeus – Ciclos de morte, transformação e vida. Onze artistas da Companhia criam imagens de tempestades, ventanias e corpos náufragos, envolvendo os espectadores num ambiente mágico e misterioso. Grandes pedaços de plástico transparente e água são usados a fim de incentivar a participação do público. “Pindorama” completa o ciclo formado por “Pororoca” (2009) e “Piracema” (2010), em que estão presentes a noção de coletivo e as complexas relações entre o grupo e o indivíduo.
Biografia Lia Rodrigues Cia de Dança

Lia Rodrigues, fundadora da Cia de Dança que leva o seu nome, nasceu em São Paulo e é formada em ballet clássico, tendo também estudado História na Universidade de São Paulo. Com passagens pela França, fundou a Lia Rodrigues Companhia de Danças em 1990, no Rio de Janeiro. Desde então, a companhia se mantém em atividade durante todo o ano, com aulas, ensaios do repertório, trabalho de pesquisa e criação, apresentando-se no Brasil e internacionalmente.

FICHA TÉCNICA:

Criação e direção: Lia Rodrigues
Assistente da direção: Amália Lima
Dançado e criado por: Amália Lima, Leonardo Nunes, Gabriele Nascimento, Francisco Thiago Cavalcanti, Clara Cavalcante, Felipe Vian, Glaciel Farias, Luana Bezerra, Carol Repetto, Maruan Sipert,Valentina Fittipaldi com a participação na criação de Gabriela Cordovez
Criado também por: Clara Castro, Dora Selva, Thiago de Souza
Dramaturgia: Silvia Soter
Colaboração artística: Guillaume Bernardi
Criação de Luz: Nicolas Boudier
Fotografia: Sammi Landweer
Professores convidados: Amália Lima, Marcela Levi, Cristina Moura e Sylvia Barretto
Secretaria/Contabilidade: Glória Laureano
Assessoria de Imprensa: Claudia Oliveira
Produção/Consultoria de projetos: Claudia Oliveira
Produção-difusão internacional: Thérèse Barbanel/“Les Artscéniques”. Assistente: Colette de Turville
Residência de criação no Théâtre Jean-Vilar de Vitry, projeto de ‘compagnonnage’, com o apoio do Conseil Régional d’Ile-de-France.
Coprodução: Festival d’Automne à Paris, Théâtre national de Chaillot, Théâtre Jean Vilar de Vitry-sur-Seine, La Briqueterie/CDC du Val-de-Marne, King’s Fountain, Kunstenfestivaldesarts em corealização com o Kaaïtheater (Bruxelas) e HELLERAU-European Center for the Arts (Dresden, Alemanha).
Em parceria com a Redes da Maré e o Centro de Artes da Maré
Apoio do Grupo Conexão G
Correalização do Festival d’Automne à Paris / Théâtre national de Chaillot / Théâtre de la Cité internationale.
Realização: Rodrigues & Assumpção Produções Artísticas.

liarodrigues.com