DOMÍNIO PÚBLICO

DOMÍNIO PÚBLICO ELISABETE FINGER, MAIKON K, RENATA CARVALHO E WAGNER SCHWARTZ


SEXTA – 15 DE NOVEMBRO – 21H
Local: Cúpula da Biblioteca
Duração: 50 min
Ingresso: R$20/ R$10
Classificação: LIVRE


Em 2017, os artistas Elisabete Finger, Maikon K, Renata Carvalho e Wagner Schwartz foram objeto de debates em torno da liberdade de expressão, censura e limites na arte. Em Domínio Público, eles se juntam para uma reflexão a partir dos ataques sofridos, desde difamações em redes sociais à censura e inquéritos policiais. Tomando como ponto de partida um dos ícones da história da arte, revelam como uma obra pode ser utilizada em diferentes narrativas ao longo do tempo, incitando as mais diversas reações, espelhando os fatos e absurdos de nossas sociedades.


Elisabete Finger é coreógrafa e performer, foi artista residente na Casa Hoffmann (Curitiba), fez parte da Formação Essais no Centre National de Danse Contemporaine d’Angers (França), e fez mestrado em dança pela HZT/UdK (Berlim/Alemanha).


Maikon K transita entre a performance, a dança e o teatro. Iniciou sua trajetória nas Artes Cênicas e formou-se em Ciências Sociais com ênfase em Antropologia do Teatro. Há 15 anos pesquisa meios de alterar a consciência através de práticas corporais e ritos. O foco de sua pesquisa é o corpo e sua capacidade de alterar percepções.


Renata Carvalho é atriz profissional e diretora de teatro há 22 anos. Fundadora do Movimento Nacional de Artistas Trans e do “Coletivo T”, primeiro coletivo artístico formado integralmente por artistas trans em São Paulo. É atriz do grupo O Coletivo. Como diretora, fundou a Cia Ohm de teatro em 2002. Como atriz, está em cartaz com “O evangelho segundo Jesus, Rainha do céu” e “Domínio Público”. Na TV e Cinema participou da série “Toda forma de Amor”; do curta “Geni” e da série “Um belo dia”.


Wagner Schwartz é formado em letras e participa de grupos de pesquisa e experimentação coreográfica na América do Sul e na Europa. Recebeu o prêmio APCA 2012 de “Melhor projeto artístico” por Piranha, e foi selecionado pelo programa Rumos Itaú Cultural Dança por quatro anos. Trabalhou como intérprete para o coreógrafo Rachid Ouramdane, para o diretor de teatro Yves-Noël Genod e para o artista Pierre Droulers. Recentemente colaborou com os cineastas Judith Cahen e Masayasu Eguchi. Publicou, em 2018, seu primeiro livro de ficção, Nunca juntos mas ao mesmo tempo (Editora Nós).

FICHA TÉCNICA
Criação, texto e performance: Elisabete Finger, Maikon K, Renata Carvalho, Wagner Schwartz
Colaboração artística: Ana Teixeira
Figurino: Karlla Girotto
Assistente de figurino Flávia Lobo
Maquiagem: Felipe Ramirez
Iluminação: Diego Gonçalves
Direção técnica: Juliana Vieira
Produção: Corpo Rastreado / Thaís Venitt
Difusão internacional: Something Great / Rui Silveira
Fotos: Humberto Araújo
Apoio: Casa Líquida, Egrey, Fernanda Yamamoto
Coprodução: Festival de Teatro de Curitiba

QUEM FAZ O JUNTA

Direção e curadoria:

Datan Izaká @izakadatan

Jacob Alves @jacobalves

Janaína Lobo @janalobo

Produção:

Izabelle Frota @bebel.frota

Bruno Dantas @brunoodantass

Raissa Nolêto @raissanoleto

Assessoria de imprensa:

Tertuliano Filho @tertulianofilho

Claryanna Alves @aquelaclary

contato:

juntafestival00@gmail.com

©2019 JUNTA