Pela primeira vez, o JUNTA – Festival Internacional de Dança será totalmente online, aqui nesse “outro” lugar. Do dia 5 ao dia 8 de novembro, iremos até sua casa, ocupar telas, apresentar experiências, instigar sentimentos e reflexões quentes através da dança e do diálogo.

Enquanto curadoria, atravessados e afetados por toda a complexidade deste momento inimaginável até o início deste ano, gestamos um festival especialmente para estes meios. Abrindo uma brecha no tempo e criando contextos, parcerias, possibilidades. Propomos outros lugares de atuação reais, embora não sejam concretos. Desfazendo distâncias geográficas, desterritorializando nossa atuação, olhando para o agora, para o possível, para os possíveis que se apontam, para futuros possíveis.

Convidamos você a olhar corpos e plataformas que trazem discussões importantes, gerando algum tipo de fervor a partir da provocação curatorial dessa edição, que é “Plataformas Incendiárias”. Plataforma é um terraço, um programa, um simulacro, é uma estrutura horizontal mais elevada. Tem plataforma espacial, política, continental, de artista.

O Brasil está pegando fogo! Não só metaforicamente, mas literalmente. Estamos sendo consumidos por chamas que estão matando nossa vegetação e animais, que abrem fogo nas periferias, que transformam em cinzas nossa identidade e direitos conquistados, que polarizam comportamentos e visões de mundo. Ao mesmo tempo em que percebemos que determinadas coisas precisam virar cinzas, para que possamos, através de valores éticos e estéticos, construir futuros colaborativos, sensíveis, próximos, que nos leve para outras formas de com-viver e atravessar esse momento de colapso de mundo.

Nesta edição nos propomos a ser uma plataforma que aproxima e movimenta as discussões para gerar esse encontro à distância e dar a ver questões que afetam todes. Propomos em 4 dias experiências artísticas que possam ressignificar a mediação da tela e friccionar esse lugar que não é físico, mas também tem potência de afeto.

Mostra de vídeos, espetáculos, oficina, conversas, uma ação de dança online, além de lives musicais fazem parte da programação, que acontece aqui mesmo no nosso site. Então fica à vontade para explorar cada link: o JUNTA é seu.

 

QUEM SOMOS?

Datan Izaká pensa a dança como dimensão da cultural e posicionamento estético-político, é teresinense, bailarino, performer, coreógrafo, professor e artista da contemporaneidade. Diretor e curador do JUNTA Festival Internacional de Dança e Diretor da Escola Estadual de Dança Lenir Argento. Também é responsável pela Projeto Redemoinho de Dança, criado em 2017 com a finalidade de ampliar os contextos de formação e difusão da dança em Teresina. Dentre suas últimas criações como coreógrafo estão os Espetáculo “BONITO PRA CHOVER” e “MARIA BONITA”, ambos estreados em 2019. É responsável pela concepção e direção de coreografia das três edições da ÓPERA SERRA DA CAPIVARA.

Jacob Alves é artista e criador. Trabalha com arte desde 2003, desenvolvendo pesquisas que cruzam elementos estéticos como vídeo, iluminação, máscaras, dança, performance e estéticas relacionadas a gambiarras. Atualmente desenvolve pesquisa em duas plataforma denominadas PANAPANÁ audiovisual collective e GAMBIARRACONSPIRACY. Sua principal área de interesse é investigar arte tecnologia, tecnologia precária, biogambiarra. Baseado nisso, realiza um projeto de estudo e criações (artes visuais e cênicas) sobre corpos artificiais. Curador e diretor do JUNTA – Festival Internacional de Dança, fundador, diretor artístico e programador do Espaço Balde.

Janaína Lobo é artista da dança e trabalha com gestão, coreografia, pesquisa, curadoria e se interessa pelos diversos jeitos de dançar e colaborar. Arquiteta e urbanista por formação, artista da dança desde muito antes. Entende a a dança como posicionamento estético-político, afetada e conectada aos lugares e às pessoas. Fez parte do Núcleo do Dirceu durante todo o tempo de sua existência (2006-2015) e é Especialista em Estudos Contemporâneos em Dança (UFBA). É co-criadora e diretora do JUNTA – Festival Internacional de Dança em parceria com Jacob Alves e Datan Izaká. Atualmente, é também coordenadora artística do Balé da Cidade de Teresina e coordenadora do Projeto Redemoinho da Escola Estadual de Dança Lenir Argento. Atende agora também por mãe da Olívia.

 

FICHA TÉCNICA DO JUNTA 6 

Direção curadoria: Datan Izaká @datan_izaka, Jacob Alves @jacobalvesalves e Janaina Lobo @janalobo
Identidade visual: Sérgio Donato @superfreak.lab
Produção: Thadeu Dufrayer @thadeu_du_frayer
Assessoria de Imprensa: Claryanna Alves @aquelaclary e Tertuliano Filho @tertu.f
Marketing: Allyson Diniz @missingsource

Contato: juntafestival00@gmail.com

 

 

©2020 JUNTA