OXÓSSI-ORFEU

Indira Brígido e Ariel Volkova
Fortaleza – CE

O curta-metragem Oxóssi-Orfeu é uma derivação do longa-metragem “Orpheus” (2018), realizado através de uma adaptação do “Ballet de la nuit”, uma releitura da mitologia greco-romana a partir dos arquétipos dos Orixás.
A história trágica de amor entre Orfeu e Eurídice é dançada abrindo outros caminhos. Oxóssi – o caçador procura por sua amada Oxum, que é seduzida por Oxumarê, a serpente, atacando-a com uma mordedura. Entre encruzilhadas, matas e as águas das cachoeiras acontece o balé dos Orixás.

Indira Brígido é artista e pesquisadora de Dança, atua como realizadora de produções em videodança e professora de balé clássico. É amadora de percussão e se mobiliza por estratégias feministas a desorientar estruturas falocêntricas. Constrói uma trajetória acadêmica de produções teórico-práticas em Fotografia, Dança Contemporânea, Videodança e Cinema. Atualmente pesquisa a monstrualização do feminino por experimentações fotográficas do corpo em dança. É mestranda em Artes Visuais, no PPGAV-EBA da UFRJ; e Bacharela em Dança, no ICA da UFC.

Ariel Volkova é artista multilinguagem, drag, atuante em Dança, Teatro, Performance, Fotografia, Artes Visuais e Audiovisual. Possui Bacharelado e Licenciatura em Dança pela UFC. Cursou Realização em Videodança e Realização Audiovisual pela Escola Pública de Audiovisual de Vila das Artes. Integra o coletivo artístico “No barraco da Constância tem!” desde 2012. Desenvolve pesquisas relacionadas a questões de gênero, sexualidade, memória, infância, fragmentação e acessibilidade cultural, atuando de modo independente e colaborativo.

Ficha técnica
Direção e Direção de fotografia: Ariel Volkova e Indira Brígido
Roteiro: Ariel Volkova, Dayana Ferreira e Indira Brígido
Direção de arte, produção executiva montagem e edição sonora: Indira Brígido
Assistente de montagem: Ariel Volkova
Intérpretes-criadores: Ariel Volkova, Carlota, Dayana Ferreira, Herbeline Holanda, Honório Félix, Janaína Bento, Júnior Meireles, Luisa Bessa, Nayana Castro, Souza Frota.
Trilha sonora original: Austin Yip
Still: Ariel Volkova e Rodrigo Viana
Ano: 2020
Duração: 12’30”

Classificação LIVRE